terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Hallelujah...

Well I heard there was a secret chord
that David played and it pleased the Lord
But you don't really care for music, do ya?
Well it goes like this :
The fourth, the fifth, the minor fall and the major lift
The baffled king composing Hallelujah

Hallelujah Hallelujah Hallelujah Hallelujah...

acho que tenho um problema de visão... Não estou a brincar, acho mesmo que tenho um problema de visão, mais especificamente de contraste...
Apercebi-me recentemente que o mundo parece-me sempre um pouco enevoado e as cores meio esbatidas, e de vez em quando há dias encobertos (ou enublados se preferirem) em que vejo o que costumo chamar "mundo real". Nesses dias tudo parece mais nítido e as coisas têm profundidade, eu consigo ver diferenças entre o "ruído de fundo" e as árvores, edifícios, pessoas...


Well your faith was strong but you needed proof
You saw her bathing on the roof
Her beauty and the moonlight overthrew ya
And she tied you to her kitchen chair
She broke your throne and she cut your hair
And from your lips she drew the Hallelujah

Hallelujah Hallelujah Hallelujah Hallelujah...

Nesses dias... (ou melhor vamos começar de outra maneira)
Eu gosto desses dias, embora sejam um pouco tristes, porque apesar de ver as cores reais, perco o espaço que tinha para imaginar as cores com que poderia pintar o mundo...

(Yeah but) Baby I've been here before
I've seen this room and I've walked this floor, (You know)
I used to live alone before I knew ya
And I've seen your flag on the marble arch
and love is not a victory march
It's a cold and it's a broken Hallelujah

Hallelujah Hallelujah Hallelujah Hallelujah...

há quem diga que isto é uma das minhas maiores fraquezas...

Passo tanto tempo a imaginar, a pintar as minhas telas e a fazer as minhas próprias músicas, que me perco da realidade. Dizem que passo a vida a sonhar e a refugiar-me do mundo em planos de existência que estão apenas somente na minha cabeça (há também quem diga que isso é uma doença mental...). E há dias.... enublados (ou encobertos talvez) em que a realidade se impõe em mim. Em que me esmaga os sentidos com todas as impressões com que marca as várias zonas do meu cérebro (ou será ao contrário....).

Well there was a time when you let me know
What's really going on below
But now you never show that to me do ya
But remember when I moved in you
And the holy dove was moving too
And every breath we drew was Hallelujah

Hallelujah Hallelujah Hallelujah

Hallelujah...

Nesses dias... ou melhor...
Eu gosto desses dias, embora sejam um pouco tristes, porque nesses dias estou no mundo e ele em mim, apesar de perder um pouco daquilo com que estava a sonhar...

Maybe there's a God above
But all I've ever learned from love
Was how to shoot somebody who outdrew ya
And it's not a cry that you hear at night
It's not somebody who's seen the light
It's a cold and it's a broken Hallelujah

Hallelujah Hallelujah Hallelujah Hallelu...
Hallelujah Hallelujah Hallelujah Hallelu...
Hallelujah Hallelujah Hallelujah

E depois há alturas em que paramos e pensamos,
em que tudo o que vemos, sentimos e ouvimos tem um sentido mais real, mais apurado. Há dias em que frases repetidas mil vezes fazem de repente sentido, gestos mecânicos são parados por um travão de segurança que existe algures na nossa cabeça...

e paramos e pensamos...

Hallellllluuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuujjjaahhhh...Hallelllluuuuuujjaaaaaaaaaahhhh

Hoje não foi um dia enublado, mas foi encoberto
(com aquela maneira estranha de aparecer que têm estes dias...)




Hoje não foi um dia encoberto, mas foi enublado
(com aquela mania estranha de aparecer que têm esses dias...)

Hallelujah...

1 comentário:

Jane disse...

gosto muito desta musica...